Buscar
  • Michelle Pollier Hiendlma

O remédio presente nos pensamentos positivos

Atualizado: Mar 16

A cada dia que passa mais é possível ver a relação da mente com o universo. Os pensamentos, segundo a neurociência, são estimulados pelas idéias que são produzidas pelos lobos frontais e excitadas pelos estímulos sensoriais e podem surgir involuntariamente a partir de interferências externas, ainda desconhecidas pela ciência. Sendo assim, os pensamentos são associados às moléculas mensageiras que recebem o nome de neuropeptídeos. As moléculas são compostas por uma junção de átomos, fazendo do seu corpo, um verdadeiro ímã, recebendo e distribuindo aquilo que emanamos eletricamente. A ciência, contudo, ainda não desvendou completamente de onde vêm os pensamentos. Mas entende-se que, todo o pensamento cria uma conexão neuronal e se tivermos o mesmo pensamento muitas vezes, a conexão associada a esse pensamento vai-se fortalecendo. Ou seja, ter um pensamento é exercitar e gerar substâncias químicas corrosivas ou salutares para o organismo humano através da consciência oscilante da ética intrínseca. Quando não se tem um determinado pensamento, bloqueando a idéia, essas conexões neuronais cessam, por falta de uso. Os pensamentos, portanto, são conexões neurais criados pelas idéias físicas e extrafísicas. No caso das ideias externas , quando acopladas no corpo mental, aceitas e não extirpadas, iniciam-se através da glândula pineal, receptora inicial, estabelecendo as conexões e gerando o comando para a glândula pituitária(hipófise) matriz geradora dos hormônios corporais. Ou seja, quando a idéia é alimentada e circulada pelas moléculas compostas de átomos de energia, começam estas a criar as substâncias químicas que comandão o corpo de forma manipulada e alienada. Sendo assim, os padrões éticos ancorados pela consciência interferem positivamente ou negativamente nesta ativação e, quando não alimentada a ideia, não haverá conexões neurais, portanto, não haverá substâncias químicas corrosivas ou salutares ao organismo. Creditos: @Ciênciacósmicabrasil

6 visualizações

©2020 por Ciência Cósmica. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now