A relação da existência e da evolução pela ótica da criação de Deus


Deus, inteligência suprema, causa primária de todas as coisas, estímulo progressista, que tudo cria e tudo destrói, uno e indivisível, misericordioso, possuidor do amor fraternal e universal, comandante do universo, criador das qualidades da luz, possuidor de todas as personalidades e formas com um só objetivo, a nossa evolução. O supremo é um pai que só nos estimula a serviço do nosso progresso. Caso contrário, pela sua compaixão e amor as nossas escolhas, nos “permites” o estágio de estacionários, dando-nos o livre arbítrio. Mas sempre nos conscientizando, pelas dádivas de elucidações diárias que as vezes nos negamos a ver. Deus só quer a nossa evolução e só contribui para esta. Como a metamorfose, da larva à borboleta, assim como os rios, assim como a divisão celular mitótica, baseada na sequência binaria. Ele cuida para que cresçamos em todos os âmbitos, desde a nossa forma, até a nossa inteligência, personalidade e assim por diante. Deus está presente em todos os átomos e a inteligência das células é um exemplo disto. A sequencia Binária das células é uma das provas mais concretas da existência de Deus e é sem dúvidas uma das bases primárias da própria vida. Por se tratar de uma forma super eficiente que Deus, por meio da ciência, nos elucidou para progredir a natureza material. A sequência binária é também percebida na mitose das células, de acordo com o estudo da embriologia. Esta sequência se da pela duplicação das divisões dos números das células. Não é por acaso que o ser humano escolheu a sequência binária para a base dos computadores. Pois quem criou o computador, se baseou na evolução e na criação do ser humano, já que a eficiência desta sequencia permitiria o uso do mínimo de chips para criar um equipamento de altíssima complexidade. Contudo, hoje existem aproximadamente 100 trilhões de células no nosso corpo, mas isto foi um processo, desde que éramos partículas sub atômicas, presentes em uma rocha, até chegarmos a condição de humanos. Conforme explica o professor Frances Alan Kardec no livro A gênese: "os reinos vegetal, animal e hominal existem em todos os mundos destinados à encarnação dos Espíritos. [...] As espécies, são consideradas uma transição entre a natureza vegetal e a animal, porque tudo […] na Natureza é transição, por isso mesmo que uma coisa não se assemelha a outra e, no entanto, todas se prendem umas às outras.


0 visualização
 

©2020 por Ciência Cósmica. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now